Pré-escolar - Piratas dos Sonhos

Idade: 4-5 anos

Nome:Piratas dos sonhos

Estratégia pedagógica: Ilha dos Sonhos

Skills: Optimistic skills

Manual

“…Para se ser empreendedor, não basta ter conhecimentos e boas ideias e para atingir a realização pessoal e profissional que se ambiciona, é preciso muito investimento pessoal, engenho e perseverança,…”

 Maria Helena Rosa de Teodósio e Cruz Gomes de Oliveira

Presidente da Câmara Municipal de Cantanhede

 Prefácio” Piratas dos Sonhos”

O programa Pirata dos Sonhos insere-se no projeto Educação para o Empreendedorismo e a Cidadania, que pretende promover a cultura empreendedora particularmente junto das gerações mais jovens. Como conteúdos para esta fase de desenvolvimento humano, são propostas 10 competências relacionadas com a positividade e o otimismo. São elas: curiosidade, persistência, originalidade, coragem, amizade, autocontrolo, autenticidade, humor, cooperação e gratidão.

Este programa pretende associar o imaginário da infância à concretização de sonhos e de projetos inovadores.

 

“ Crescemos e deixamos de ser crianças, mas o desafio está em que nos tornemos de novo crianças, para que possamos ser realmente felizes.”

João Relvão Caetano

Pró Reitor da Universidade Aberta

Posfácio “Piratas dos Sonhos”

1º Ano - Exploradores de Sonhos

Idade: 6 anos

Nome: Exploradores de sonhos

Estratégia pedagógica: Terra dos Sonhos

Skills: Selfconfidence skills

Manual

 “… Há que incutir, desde a mais tenra idade, noções fundamentais que estimulem em cada um a confiança e a ousadia necessárias para criar.O futuro depende sempre do que fizermos hoje, porque todas as nossas ações têm consequências a médio e a longo prazo.”

Paulo Cafôfo

Presidente da Câmara Municipal do Funchal

Prefácio” Exploradores de Sonhos”

O programa Exploradores de Sonhos insere-se no projeto Educação para o Empreendedorismo e a Cidadania, que pretende promover a cultura empreendedora particularmente junto das gerações mais jovens. Como conteúdos para esta fase de desenvolvimento humano, são propostas 10 competências relacionadas com a confiança, nomeadamente, a autoconfiança, a partilha confiante, o brincar em liberdade, a comunicação confiante, a presença confiante, o orgulho, a amizade, a tolerância, o sentido de humor e a imaginação criativa.

O encanto do programa Exploradores de Sonhos encontra-se no estímulo evidente à capacidade de sonhar. Para isso, são disponibilizados conceitos inovadores, narrações atrativas e dinâmicas envolventes.

“Ser explorador de sonhos é tornar-se tecelão de utopias que permitem a construção de futuros alternativos”

José Eduardo Franco

Diretor da Cátedra Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização da Universidade Aberta

Posfácio “Exploradores de Sonhos”

4º Ano - Brincadores de Sonhos

Idade: 9 anos

Nome: Brincadores de sonhos

Estratégia pedagógica: Castelo dos Sonhos

Skills: Life Skills

Manual

“ Esta é uma obra inovadora pela proposta de trabalho que apresenta e que merece a maior divulgação junto das escolas pelo seu contributo para a mudança de pensamento e nas práticas da educação para a sociedade digital, nomeadamente através da promoção da aprendizagem partilhada e do conhecimento em rede enquanto meios para o desenvolvimento da cultura da inovação e do empreendedorismo nas crianças.”

Paulo Maria Bastos da Silva Dias

Reitor da Universidade Aberta

Prefácio “Brincadores de Sonhos”

O programa Brincadores de Sonhos surge como ponto de partida para o desenvolvimento de vários conteúdos e produtos educativos que validamos como adequados e eficazes para responder às necessidades da sociedade atual, denominada sociedade do conhecimento e caracterizada pela globalização e pela tecnologia. Como conteúdos serão aprofundados três conjuntos de competências transversais: competências pessoais (autoconhecimento, autoestima e autorrealização), competências sociais (empatia, assertividade e suporte social), e competências profissionais (criatividade, cooperação e liderança). Por fim, as atividades focalizam-se na competência da resiliência, que na sua essência é o ponto de chegada do desenvolvimento das competências anteriores.

Juntando o poder dos sonhos e dos talentos, contribui-se para que as novas gerações vivam com brilho nos olhos e, assim, sejam pessoas felizes, realizadas e bem sucedidas, tanto a nível pessoal, social e profissional.

“ A simplicidade e a beleza das ilustrações, das narrações pedagógicas, dos símbolos e dos instrumentos utilizados para veicular conceitos teóricos como que espelham e revelam a simplicidade e a inocência da infância.”

Anabela Maria de Sousa Pereira

Universidade de Aveiro

Posfácio “Brincadores  de Sonhos”

5º Ano - Rota das Emoções

Idade: 10 anos

Nome: Rota das Emoções

Estratégia pedagógica: Emoções Empreendedoras

Skills: Emotional Skills

Manual

“O empreendedorismo constitui então a capacidade de desafio de si próprio, de se encontrar como ser de emoções e vontades, de desejos e incertezas, mas na firmeza de querer percorrer a rota do sonho.”

Adelina Paula Mendes Pinto

                                               Vice-Presidente da Câmara Municipal de Guimarães

Prefácio “A Rota das Emoções”

O programa A Rota das Emoções insere-se no projeto Educação para o Empreendedorismo e a Cidadania, que pretende promover a cultura empreendedora, particularmente junto das gerações mais jovens. Este projeto educativo promove uma cultura onde prevalece o espírito de iniciativa, a proatividade e o trabalho em equipa. Este programa, mais do que explicar o fenómeno, pretende ser um guia prático que orienta a experimentação das emoções dos adolescentes, sobretudo aqueles que se encontram na idade de frequentarem o 2.º ciclo.

Como conteúdos para esta fase do desenvolvimento humano, são propostas 10 emoções relacionadas com a capacidade de enfrentar os desafios da vida em geral, nomeadamente a autoconfiança, a curiosidade, o entusiasmo, a vitalidade, a paixão, a determinação, a flexibilidade, a contribuição, a gratidão e a alegria.

 

“Empreender é começar, com plano, preparação… e emoções. A Vida exige-o, o Futuro reclama-o e cada criança ou jovem (na verdade, todos nós!) aspira a isso. Soltemos as velas para que o vento as enfune!”

Anabela Rita

Professora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (UL-FL-CLEPUL)

Posfácio “Rota das Emoções”

8º Ano - Inovadores em Ação

Idade: 13 anos

Nome: Inovadores em Ação

Estratégia pedagógica: Feira dos inovadores

Skills: Inovation skills

“Educar no século XXI, em que tudo é tão veloz e tão efémero, é permitir que as crianças sonhem e que plantem, em todos, as sementes da confiança, da inovação, da cooperação e da resiliência.”

Pedro Coelho

Presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos

Prefácio  “Inovadores em Ação”

 

Seguindo uma abordagem da Educação para o Empreendedorismo consistente do ponto de vista da fundamentação teórica e da intervenção pedagógica, os Inovadores em Ação apresentam um modelo teórico de 10 competências essenciais, com o intuito de gerar e desenvolver junto dos alunos ferramentas facilitadoras da criação e expansão de serviços inovadores, que os conduzam para o sucesso na vida pessoal, social e profissional. As dinâmicas das 12 sessões intentam, sobretudo, realizar o aprofundamento de três conjuntos de competências transversais: um primeiro grupo centra-se nas soft skills pessoais – autoconhecimento, autoestima e autorrealização; um segundo grupo, nas sociais – empatia, assertividade e suporte social; um terceiro grupo, nas profissionais – criatividade, cooperação e liderança. Finalmente, os alunos são levados a trabalhar a competência da resiliência, que na sua essência é o ponto de chegada do desenvolvimento das capacidades acima descritas.

Os participantes são envoltos de modo a desenvolverem e potencializarem todo o seu espírito de iniciativa, de diálogo e de trabalho em equipa.

 

“Cada vez mais, urge criar propostas disruptivas como o projeto Educação para o Empreendedorismo e a Cidadania, que procura promover a cultura empreendedora entre as gerações mais jovens, e o programa Inovadores em Ação, que nos obriga a pensar para além das apelidadas “literacias fundacionais” e que representa um ponto de partida para o desenvolvimento de um modelo teórico de 10 competências essenciais para ser bem-sucedido na vida pessoal, social e profissional.”

J. António Moreira

Departamento de Educação e Ensino a Distância
Universidade Aberta

Posfácio “Inovadores em Ação”

10º Ano - Os Originais

Idade: 15 anos

Nome: Os Originais

Estratégia pedagógica: Empreendedorismo Social

Skills: Entrepreneurs social skills

“…um programa de empreendedorismo social com jovens, que reclamam mais e melhor capacitação, fazendo deles agentes portadores de cultura empreendedora, com ideias inovadoras, que trazem um ar fresco à nossa ação política.”

Filomena Silva

Vereadora da Ação Social, Saúde, Habitação (C.M. de Paços de Ferreira)

Prefácio “Os Originais”

 

O programa Originais almeja o desenvolvimento das competências que permitirão a criação de produtos e serviços inovadores. Por isso, este projeto educativo promove acima de tudo o espírito de iniciativa, a proatividade e o trabalho em equipa. Mas o foco principal é o empreendedorismo social.

Como conteúdos são abordados um conjunto de estratégias e exercícios que permitem experimentar dez áreas do empreendedorismo social. São elas: Cultura e Arte, Ecologia e Ambiente, Educação e Cidadania, Idade Avançada, Literacia Financeira, Ocupação de Tempos Livres, Saúde e Bem-estar, Turismo Social, Voluntariado, e Emprego e Carreira.

“Um bom empreendedor será, não apenas aquele que promove a perenidade e o sucesso dos seus negócios, mas, fundamentalmente, aquele que saiba promover os valores da justiça e o valor do trabalho, aspetos que se sobrepõem, neste âmbito, à própria capacidade de gerar receitas e promover lucro nos negócios.”

José António Porfírio

Pró-reitor da Universidade Aberta

Posfácio “Os Originais”