GabEEC – Gabinete de Educação para o Empreendedorismo e Cidadania

O GabEEC – Gabinete de Educação para o Empreendedorismo e Cidadania, criado em 2008, tem como missão principal a promoção da cultura empreendedora através do desenvolvimento das competências, emoções, valores e ferramentas daquela cultura. Conta com uma equipa marcadamente transdisciplinar de investigadores, professores e formadores, coadjuvada por colaboradores nacionais e internacionais, que desenvolve projetos de investigação e programas de intervenção numa abordagem interdisciplinar de modo a contribuir para a autorrealização das pessoas, o sucesso das organizações, a coesão social e o crescimento económico.

Iniciado e desenvolvido pelo investigador da FCT Jacinto Jardim (SFRH/BPD/40704/2007), com a supervisão institucional de José Eduardo Franco, do Instituto Europeu de Ciências da Cultura – Padre Manuel Antunes (IECC-PMA), integra a Cátedra Infante Dom Henrique (CIDH), da Universidade Aberta, e no CLEPUL da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FL-UL). O GabEEC alia a investigação, a intervenção e avaliação, como forma de garantir o impacto social da sua ação. Nesse sentido, tem como base modelos teóricos e estratégias de ensino e aprendizagem reflexivas e empiricamente validadas. Entre esses modelos destacam-se os modelos cognitivo-comportamentais, a pedagogia diferenciada, a aprendizagem cooperativa, a psicologia positiva e a abordagem humanista. Por outro lado, privilegia as estratégias de construção e aplicação de programas, bem como a realização de eventos académicos e formativos sobre temáticas relacionadas com as ciências do empreendedorismo.

 

Objetivos do GabEEC

  1. Promover e desenvolver as competências, emoções, valores e ferramentas da cultura empreendedora na educação e na formação.
  2. Investigar, intervir e avaliar objetivando a mudança de comportamentos, modelos e práticas de educação para o empreendedorismo e cidadania.
  3. Construir e validar instrumentos pedagógicos sobre soft skills.
  4. Desenvolver, implementar e avaliar programas de educação para o empreendedorismo para todos os ciclos do desenvolvimento humano, desde a infância à idade avançada.
  5. Otimizar sinergias entre todos os colaboradores que integram a rede nacional e internacional de educação para o empreendedorismo.